Arrabbiata traz o sabor das cantinas italianas ao Recife

Restaurante vai ser aberto no Plaza Shopping

Laís Godoy

À mesa do Arrabbiata, desde a entrada, passando pela salada, antipasti, prato principal e sobremesa, o cardápio da mais nova cantina italiana que será aberta no Recife desvenda as sugestões do chef Liberato Pereira, que foi beber na autêntica fonte da gastronomia napolitana, siciliana, romana e nas decantadas cozinhas mediterrânea e toscana, para reverenciar a Itália, de norte a sul. “Batizamos o restaurante de Arrabbiata em homenagem a um dos mais tradicionais molhos italianos, desenvolvido na década de 40”, justifica Fernando Torres, que, nesta operação, se associou ao empresário Kleper Lafayette para instalar a casa no piso superior da praça de alimentação do Plaza Shopping, em Casa Forte.

Arrabbiata é uma expressão que significa ´queima´ e o molho ganhou este nome porque é picante. Ele é feito com polpa de tomate, óleo de oliva, salsinha e pimenta. Robusto, aromático, tem textura cremosa e um perfume marcante. Tradicionalmente, é servido com penne, mas cai bem com as tradicionais pastas italianas, como fusilli, spaghetti e fettuccine.

Com capacidade para 110 pessoas, quem assina o projeto de ambientação da casa é o arquiteto Romero Duarte, que produziu um lay out perfeito, juntando no espaço mobiliário e decoração que transmitem o clima das tradicionais cantinas italianas, onde o verde e o vermelho predominam sem constrangimento, mas dialogam naturalmente com um design moderno, inovador e arrojado. O investimento dos empresários para instalar o Arrabbiata é de R$ 500 mil.

Nesta terça-feira 28, Fernando Torres, Kepler Lafayette e o chef Liberato Pereira recebem a imprensa para uma tarde de degustação no Arrabbiata. O encontro, regado à informalidade e à descontração, está marcado para começar a partir do meio-dia. Na ocasião, será apresentado aos jornalistas convidados o cardápio do restaurante, elaborado a partir das receitas da velha cozinha do sul da Itália – com seus molhos fortes e picantes – e das recentes criações dos jovens chefs, que primam pelas massas leves e recheadas.