Oficinas ressocializam presas do Bom Pastor

Aulas de técnicas manuais são oferecidas pelo Indes

Rodrigo Barros

O Instituto de Desenvolvimento Sustentável, organização do terceiro setor sem fins lucrativos, foi a instituição escolhida pela Prefeitura do Recife, através de processo de licitação, para executar o projeto Mulheres Empreendedorismo. A secretaria municipal de Direitos Humanos e Segurança Cidadã definiu que a execução deveria acontecer na Colônia Penal Feminina Bom Pastor, no Bongi, Zona Oeste do Recife.

Do total da população carcerária, 360 mulheres foram selecionadas para participar de 10 oficinas voltadas para o mercado de trabalho, com forte atuação em técnicas manuais de baixo custo e grande possibilidade de utilização do aprendizado após o cumprimento das penas. As oficinas, em grupos de 30 mulheres, começaram no dia 17 de agosto. O prazo previsto para encerramento das atividades é a primeira semana de outubro.

A primeira oficina foi uma capacitação em cidadania e democracia, gênero e mundo do trabalho e economia popular solidária. As outras oficinas têm como tema lições de bordado, craquelê, crochê, customização, fuxico, macramê, técnica de pintura e tenerife. O fechamento dos cursos será com uma dinâmica voltada para a qualidade dos produtos e serviços, design, gestão do negócio, técnica de vendas, organização e custo de produção.

Cada oficina dura até quatro horas/aula, mas como todas as cursistas devem participar do total de oficinas disponibilizadas para as atividades, a certificação será em 40 horas de atividades, período que significa aprendizado e que serve para redução do tempo da pena para as reeducandas.